Setor lança Campanha Nacional de Prevenção de Acidentes da Indústria da Construção em parceria com o Ministério do Trabalho | CBIC

Setor lança Campanha Nacional de Prevenção de Acidentes da Indústria da Construção em parceria com o Ministério do Trabalho

Lançamento ocorrerá durante o III Encontro Nacional de Segurança e Saúde no Trabalho e contará com a participação de representantes do órgão de fiscalização

Sensibilizar a sociedade brasileira sobre a importância da cultura da prevenção de acidentes no trabalho, estabelecendo como prioridade a segurança, a saúde, melhores empregos e progresso nas condições de vida dos trabalhadores da indústria da construção civil, é o que o setor da construção pretende com o lançamento no próximo mês de outubro de uma grande Campanha Nacional de Prevenção de Acidentes na Indústria da Construção. O lançamento ocorrerá durante o III Encontro Nacional de Saúde e Segurança no Trabalho, em Brasília, que terá como tema central “Edificar o Trabalho”. De iniciativa da Comissão de Política de Relações Trabalhistas da Câmara Brasileira da Indústria da Construção (CPRT/CBIC), a campanha será desenvolvida com o Sesi Nacional, os Serviços Sociais da Indústria da Construção (Seconcis) e o Ministério do Trabalho (MTE).

“Inédita, a ação disseminará as boas práticas na área de Segurança e Saúde no Trabalho, desenvolvidas por esses parceiros e pelas entidades associadas à CBIC”, diz Fernando Guedes, presidente da CPRT.

Além do encontro nacional, a CPRT/CBIC também realizará pelo menos outros cinco regionais, juntamente com entidades associadas. Segundo Fernando Guedes, com os eventos a CBIC pretende abrir um canal de comunicação entre o setor da construção e o Ministério do Trabalho, que se comprometeu a participar tanto do evento nacional quanto dos regionais, por meio da Secretaria de Inspeção do Trabalho (SIT). A intenção é promover um debate sobre os dados e os problemas recorrentes encontrados pela fiscalização, bem como mostrar aos representantes do órgão as especificidades do setor. “É fundamental esse debate, tendo em vista que mais de 50% do custo das obras de uma empresas é com o seu trabalhador”, diz Guedes, reforçando a importância da participação das superintendências de fiscalização nos eventos regionais.

A programação contemplará palestras, debates com representantes do Ministério do Trabalho, Ministério Público do Trabalho, Poder Judiciário, empresários e representantes dos trabalhadores da construção, buscando o intercâmbio de experiências e boas práticas em SST, e a disseminação de ações, projetos e produtos relacionados à Segurança e Saúde no Trabalho. O objetivo é incentivar que as empresas adotem a postura prevencionista.

Produtos desenvolvidos para o setor

Por parte do Sesi, serão apresentados os produtos que fazem parte do Programa Nacional de Segurança e Saúde no Trabalho para a Indústria da Construção (PNSST-IC).  Em 2012, a CBIC, o Sesi Nacional e o Seconci Brasil assinaram o Acordo de Governança do PNSST-IC, que é um programa de inovação tecnológica em segurança e saúde no trabalho. De abrangência nacional, ele levanta as necessidades evidenciadas pelo setor da construção; define estratégias e prioridades de atuação; monitora resultados, e divulga métodos, soluções e conhecimento. Sua principal finalidade é contribuir para a eliminação ou redução do número de doenças e acidentes no trabalho na indústria da construção, com ênfase nos acidentes fatais e incapacitantes.

Os Seconcis, por sua vez, apresentarão números que demonstram sua atuação em várias unidades da Federação, com mais de 2 milhões de atendimentos preventivos à segurança e saúde do trabalhador. Os eventos têm como público alvo todos os interessados/envolvidos com a temática de SST na construção, como dirigentes de entidades da construção e do mercado imobiliário, empresários e trabalhadores do setor da construção, engenheiros e técnicos de Segurança, além de profissionais de RH e gestores de empresas de construção, autoridades da fiscalização do trabalho, representantes dos Poderes Executivo, Judiciário, Legislativo e do Ministério Público do Trabalho e imprensa local.

Ainda durante os encontros, serão disseminadas as regras da nova legislação trabalhista, sancionada pelo presidente da República, Michel Temer, no último mês de julho, com foco no impacto para o setor da construção e as relações de saúde e segurança.